Dúvidas sobre Consórcio

Os consórcios podem ser uma ótima forma de conseguir crédito para bens de alto valor, como carros e imoveis. Obviamente, esta forma de investimento não é perfeita, e pode demorar muito para que uma pessoa seja contemplada e consiga realizar seus sonhos. Descubra o que é, como funciona, e quais são as maiores dúvidas sobre esta operação.

O que é e como funciona.

Os consórcios são formas de crédito onde um grupo de pessoas, sejam elas físicas, jurídicas ou até mesmo governos, se juntam com o objetivo de adquirir um bem específico. Para alcançar esse objetivo cada pessoa paga uma parcela, e com todo a junção deste dinheiro é possível oferecer a uma pessoa o crédito para a compra. As contemplações são feitas por dois modos, sorteios e a partir de lance. Todas as pessoas do grupo, necessariamente serão contempladas, porém é possível ser tanto o primeiro como o último.

Para adquirir uma cota de consórcio basta entrar em um grupo que está se formando ou já esta formado. Em seguida o consorciado pode pagar as suas parcelas normalmente e esperar ser sorteado, ou dar lances para conseguir a contemplação mais rápido. O maior lance leva a carta de crédito, mas o leilão só é feito após o sorteio.

Vantagens e Desvantagens

Os consórcios podem ser negócios muito bons para algumas pessoas, mas podem não ser recomendados para outras. Este tipo de crédito é ideal para pessoas que tenham uma renda fixa e que não tenham pressa de adquirir. O consórcio não trabalha com juros, apenas com taxas, que podem torná-lo mais barato que o financiamento. Por outro lado, esta operação pode durar muito tempo, anos de investimento. Caso a organização que esteja administrando o consórcio vá a falência, o consorciado não terá direito ao seu dinheiro de volta. Levando isso em conta é bom fazer uma pesquisa das melhores empresas para se fazer um consórcio e procurar saber do tempo médio de um grupo. Cruzar os dedos pode ajudar também na hora dos sorteios.

Duvidas frequentes

Quem regulamenta e fiscaliza o sistema de consórcios?

O Banco Central é o responsável por essas atividades relacionadas ao consórcios. É por conta disso que, antes de se adiquiri uma cota de consórcio, é preciso verificar com o Banco Central do Brasil se a organização que está administrando o consorcio tem autorização para tal.

As parcelas do consórcio tem algum tipo de Juros?

Não, não é cobrado juros nas parcelas do consórcio, porém ainda é necessário pagar algumas taxas. A taxa de administração, fundo de reserva e seguro são, normalmente as taxas estabelecidas pelas administradoras. Os valores são acordados antes do negocio ser fechado.

É possível antecipar as parcelas?

Sim, as parcelas podem ser antecipadas e o consorciado reduzir o tempo que pagará por sua carta de crédito. Uma forma de antecipar as parcelas é dar o lance vencedor, além de ter que pagar a parcela normalmente, o individuo precisará pagar o valor do lance. A antecipação será na ordem inversa, ou seja, da última parcela para a atual.

É possível ninguém ser sorteado?

Sim, a depender da disponibilidade do crédito. As vezes não há crédito suficiente para uma pessoa obter a carta de crédito, por conta disso não há maneiras de se sortear. Mesmo sem o sorteio, o lance ainda pode ser realizado, mas também há a possibilidade de, após a verificação do lance vencedor, ainda não haver crédito disponível para uma carta de crédito.

Posso adquirir um bem menor que a carta de crédito?

Sim, é possível, e quando um consorciado usar a carta de crédito desta maneira, a diferença do valor irá funcionar como uma antecipação de parcelas.

Posso possuir mais de uma cota de consórcio?

Sim, é possível ter mais de uma cota. Um consorciado pode ter uma ou mais cotas em um mesmo grupo, e juntar o crédito delas para um bem com o valor mais elevado. Caso as cotas sejam para bens diferentes, é preciso adquirir uma cota de outro grupo de consórcios.

É possível desistir do consórcio?

Sim, há duas saídas para sair do consorcio: vender a sua cota ou pedir a exclusão do grupo. No caso de vender a cota, é preciso encontrar um interessado que pague pelas parcelas do consórcio, tomando assim o lugar do antigo consorciado. Caso seja feito um pedido de exclusão, normalmente é cobrada uma multa, e o dinheiro gasto só será entregue quando o grupo do consórcio chegar ao fim.

Quando um grupo de consórcio acaba?

Os grupos de consórcio acabam após 60 dias a partir da última pessoa do grupo ser contemplado. Após encerramento do grupo a administradora deverá os créditos para: contemplados que não usaram o crédito, excluídos e demais consorciados, respectivamente.