DOC e TED

DOC e TED são transações financeiras interbancárias, ou seja, entre bancos de bandeiras diferentes. DOC é a sigla de Documento de Ordem de Crédito e TED significa Transferência Eletrônica Disponível. Apesar de terem praticamente a mesma função, não são transações iguais.

DOC

O DOC é uma transação que só pode ser feita até um valor máximo de R$ 4.999,99. É possível fazer um DOC com qualquer valor abaixo desse, porém não se pode ultrapassá-lo. O tempo de transferência do DOC é de um dia útil. Desse modo, se a transação é realizada numa segunda-feira, o valor só será debitado na terça, o dia seguinte; caso seja realizada numa sexta-feira, cairá apenas na segunda. Muitas vezes, esse tempo de efetivação pode causar a devolução ou a não autorização da transação. As transferências podem ser realizadas entre contas do mesmo titular (Tipo D) ou entre contas de titulares diferentes (Tipo C). Para esse última é necessário fornecer as informações pessoais do destinatário: nome completo, CPF/CNPJ, banco, agência e conta corrente de destino.

TED

A TED é uma transação que só pode ser realizada com valores mínimos de R$ 1.000,00. Para qualquer valor abaixo desse é necessário fazer um DOC. A partir de R$ 1.000,00 todos os valores são aceitos na TED. A transação é instantânea, o valor é transferido quase em tempo real, por isso é necessário ter o valor na conta do remetente. A TED também pode ser dos tipos C e D. Caso seja realizada entre contas de diferentes titulares, também é preciso fornecer os dados do destinatário.

Diferença entre DOC e TED

Qualquer transação interbancária de valor entre R$ 1.000,00 e R$ 4.999,99 pode ser feita tanto por DOC quanto por TED. É recomendável usar o DOC em transações nas quais é preciso ser cauteloso ou quando não se tem tanta pressa. Já a TED é mais recomendável em situações nas quais se deseja transferir o valor com urgência, pois é efetivada no mesmo dia em que é solicitada. Além disso, a TED pode ser realizado por meio digital.

As taxas de ambas as transações variam de acordo com o banco. Em alguns lugares, a TED não é cobrada, mas todos os bancos cobram o DOC. Normalmente os dois serviços possuem taxas similares, já que as transações feitas têm praticamente a mesma função.

Motivos de devolução do DOC

Um DOC pode ser devolvido por diversos motivos. Como não é uma transação instantânea, está sujeito a alguns problemas durante a efetivação. Abaixo estão os códigos e seus respectivos motivos de devolução de um DOC.

Código Motivos de devolução
40 Moeda inválida
51 Divergência no valor recebido
52 Recebimento efetuado fora do prazo
53 Apresentação indevida
54 Ausência ou irregularidade do carimbo de compensação (ordem bancária e ficha de compensação, exceto bloquetos de cobrança)
55 Ausência ou irregularidade da autenticação mecânica
56 Transferência insuficiente para a finalidade indicada no DOC
57 Divergência ou não-preenchimento de informação obrigatória nos DOCs e Ordens Bancárias
58 Crédito destinado à conta de poupança em outras instituições
59 Ausência da expressão “Transferência Internacional em Reais – Natureza da Operação”
61 Papel não-compensável
62 DOC “D” – Com divergência na indicação do número do CPF/CNPJ
63 Registro inconsistente
64 Arquivo lógico não-processado ou processado parcialmente
66 DOC “D” – De conta individual (único CPF) para conta conjunta (2 CPFs) e vice-versa
67 DOC “D” – Sem a indicação do tipo de conta debitada ou creditada
68 DOC “E” – Conta com titularidade distinta